As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Os 100 +

Luiz Carlos Merten

11 Julho 2015 | 16h25

Tudo bem, não era louco de esperar por Rocco, o dos irmãos. Talvez por Michel Poiccard, que teve direito até a  remake (Richard Gere na versão que Jim McBride fez de Acossado, de Jean-Luc Godard). Ou então, quem sabe, Jules e Jim? Nada disso, mas, mesmo assim, tomei um choque. Em sua edição de agosto, já nas bancas, a revista Empire lista os 100 maiores personagens do cinema. Na abertura da matéria de capa, que ocupa várias páginas, há uma advertência. You asked, you voted. Você pediu, você votou. Pergunto-me, apesar disso, quem votou? Nenhum personagem de John Wayne – nem Rooster Cogburn nem Ethan Edwards, nem Tom Doniphom nem Sean Mercer. Scarlet O’Hara, Rhett Butler? A se julgar pela revista, quem são esses? Em compensação, um número muito grande de personagens de O Senhor dos Anéis, Harry Potter, Jogos Vorazes, Star Wars. Os irmãos Coen emplacaram Marge Gunderson/Frances McDormand, de Faergo (69.º lugar), Anton Chiburh/Javier Bardem, de Onde os Fracos não Têm Vez (44.º), e Dude/Jeff Bridges, de O Grande Lebowski (10.º). Estou pasmo – o terceiro é tão emblemático que tem direito a página inteira só de seu figurino.  O Estranho sem Nome, Clint nos spaghetti westerns de Sergio Leone, ficou em 33.º, mas o Yojimbo de Akira Kurosawa, que lhe deu origem, nem foi citado. Clint também emplacou Dirty Harry, em 49.º lugar. David Fincher cravou três personagens na lista – Lisbeth Selander/Rooney Mara, de Os Homens Que Odiavam as Mulheres (75.º lugar) e Amy Dunne/Rosemary Pike, de Garota Exemplar (43.º). O terceiro está entre os dez mais, que reproduzo agora em ordem decrescente – The Dude, Darth Vader, Tyler Durden (Brad Pitt, em O Clube da Luta, o terceiro Finch, e o melhor colocado), John McClane/Bruce Willis como duro de matar, The Joker (nas suas muitas faces – Cesar Romero, Jack Nicholso0n, Heath Ledger),  Ellen Ripley/Sigourney Weaver, na série Alien, Batman, nas suas muitas faces, Han Solo/Harrison Ford, em Star Wars, James Bond, também nas suas muitas faces, mas a foto que ilustra é de Sean Connery, e o número 1, tãtãtãtã, Indiana Jones, de novo Harrison Ford, na série produzida por George Lucas e dirigida por Steven Spielberg. A revista cita o momento definidor de cada um dos escolhidos. De Indy, lembra ‘Do I really have to do this?’, quando o chicote não funciona e ele saca o revólver e dispara no árabe de Os Caçadores da Arca Perdida. Ford, que completa 73 anos na segunda-feira, 13, conseguiu incluir um terceiro personagem entre os 100 mais – Deckard, de Blade Runner, ficou em 47.º.  E conta a lenda que ele só ganhou o papel do caçador de androides porque o diretor Ridley Scott o encontrou na saída do estúdio e ele ainda estava com o chapéu de Indiana, que acabara de usar numa cena. A lista de Empire tem muita coisa interessante, mas a ausência do casal de protagonistas de …E o Vento Levou e nenhum (nenhum!) John Wayne, seja com John Ford, Howard Hawks ou Henry Hathaway, foram demais parta mim. Cavaram o abismo geracional. É uma pena que o blog não permita mais comentários. Gostaria muito de saber o que vocês acharam/estão achando.