As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O homem das melancias

Luiz Carlos Merten

02 de outubro de 2013 | 09h54

Estou em São Paulo, para meu compromisso, daqui a pouco, no curso de focas do Estado. Aproveito para um post rapidinho. Na segunda, no programas de rádio, falei sobre a morte de Cláudio Cavalcanti. No blog, correndo para lá e para cá no Festival do Rio – e fugindo das bombas -, não fiz nenhuma referência. Confesso que, quando soube da notícia, me deu uma tristeza. Cláudio Cavalcanti virou um político, e ao que eu saiba um sujeito decente, que levou adiante o trabalho da doutora Nize da Silveira em defesa dos animais. Na TV, fez todas aquelas novelas, umas clássicas, como Irmãos Coragem. No cinema, fez história com Joaquim Pedro. Era o homem que fazia sexo com a melancia em Vereda Tropical, episódio de Contos Eróticos. Vejo-o agora no final do episódio, na feira, escolhendo frutas e legumes com Cristina Aché. Ele, as melancias vermelhinhas, macias, ela, os pepinos. A irreverência de Joaquim, a trilha com Carlos Galhardo. Voy/por la vereda tropical… Basta isso para que Cláudio Cavalcanti faça parte do meu imaginário.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: