As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O guia definitivo da fi-ci no cinema

Luiz Carlos Merten

17 de novembro de 2013 | 15h28

LOS ANGELES – Jantei ontem no Grove com meu colega da Folha, Cesar Soto, e compramos – no plural – a edicao especial de Film Total dedicada a ficcao cientifica. The Ultimate Sci-Fi Movie Special traz resenhas de 516 filmes, desde classicos ateh raridades. Aliens, mundos alternativos, ecologia, monstros, robots, future sombrio, vioagens no espaco, no tempo, super-herois, bad science, comedias. Tem de tudo. ET, 2001, Blade Runner, O Mundo em Perigo (Them!, de Gordon Douglas), mas tambem Conquista do Planeta dos Macacos, a melhor sequencia do cult de Franklin J. Schaffner, A Boy and His Dog, O Dia em Que a Terra Pegou Fogo (de Val Guest), Jurassic Park III, que a revista concorda (comigo) que eh melhor que o 2 e tenho minhas duvidas se nao eh melhor que o 1, de Steven Spielberg. Minha unica decepcao – procurei, quem sabe sob outro titulo, mas nao encontrei D.A.R.Y.L., que antecipa A.I. – Inteligencia Artificial, sobre robot que quer ser menino. Como puderam se esquecer daquele filme belissimo? Olhando o material, certas projecoes de filmes que ainda estah sendo feitos, fiquei nos cascos por Edge of the Future, de Doug Liman, com Tom Cruise, com uma premissa parecida com a de O Feitico do Tempo. O heroi fica preso numa fenda do tempo e more indefinidamente no combate a alienigenas, mas aprende a ser fortalecer e, quem sabe – quem sabe? -, ele consegue quebrar o ciclo e vencer? Voces podem procurer na rede uma versaoh virtual da revista com dez filmes de ficcao cientifica que ainda estao sendo feitos, incluindo Robocop de Jose Padilha., o Amazing Spider Man 2, Os Vingadores 2 e Capitao America 2. Imagino que alguns colegas partidarios do filme de arte vao achar perda de tempo, mas eu, que nunca discriminei blockbuster nem filme de super-heroi, me interesso muito pelo material, embora nao seja xiita como aqueles que cobram fidelidade estrita aos comics. Mas nao resisto a postar, jah que nao estarei emitindo nenhuma opiniao sobre o que vi de Amazing Spider Man 2, que na conversa com Marc Webb levantei um tema que me fascina. Cada vez mais acho que este cinema de acao e grande espetaculo precisa de grandes atores. Nao falo dos coadjuvantes, de Marlon Brando no Superman de Richard Donner, mas creio que naoh basta mais soh `estar`, como Arnold Schwarzenegger no Terminator. Talvez naoh seja um bom exemplo. Uma maquina naoh exige mais que um ator de forca fisica, mas sem expressaoh facial, e nisso Arnold sempre excedeu. Penso em Henry Cavill, que eh genio como o Homem de Aco. Como nao percebem? Por que a recusa? Estou de volta ao estudio da Sony e me chamam para a primeira entrevista do dia. Lah vou eu…

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.