As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Não percam

Luiz Carlos Merten

11 de agosto de 2012 | 10h47

Deveria estar em Gramado, mas tinha de participar em São Paulo, no começo da semana que vem, de um debate que, no final, foi cancelado. Minha colega Eliana, pauteira do ‘Caderno 2’, diz que foi praga, he-he. Iria a Gramado só para o fim de semana, mas não me pareceu justo que o festival me oferecesse passagem  e hospedagem por uma permanência tão curta. Na segunda a terça, teremos em São Paulo as junketts de ‘360’ e ‘Corações Sujos’ e a programação da cidade está bombando com o Festival Judaico e a Jornada do Cinema Silencioso. Na quarta, começa o Festival Varilux do Cinema Francês, este ano sem a Reserva Cultural nem o apoio da Unifrance, a Ancine deles. Muito esquisito isso. Hoje à tarde pretendo ver, na Hebraica, 16h30, um filme cuja sinopse me atraiu – ‘O Tempo Perdido’, de Anna Justice. Vi, anteontem, ‘Mahler no Divã’, de Percy e Felix Adlom, que achei bem interessante (o filme terá sessões amanhã, vejam). Estou deixando a Jornada para o domingo. Hoje à noite, meu destino é a Faap, para ver ‘Maria do Caritó’, com Lília Cabral. E não se esqueçam de ‘À Beira do Caminho’. Havíamos dado uma capa, no ‘Caderno 2 + Música’, para o filme de Breno Silveira e eu ainda não consegui espaço para voltar a ele. João Miguierl, a quem tanto admiro, vai me perdoar, mas o filme, com canções de Roberto, é do garoto Vinicius Nascimento. Eta, capeta! O guri é genial.