As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Não foi fácil!

Luiz Carlos Merten

22 Junho 2018 | 11h11

Assisti ao jogo em casa, sozinho, à espera do fisioterapeuta, que hoje atrasou, claro, pelo motivo óbvio, mas chega daqui a pouco. Foram 91 minutos de sufoco e sete de uma jornada épica que culminou com dois gols. Brasil, 2,Costa Rica, 0. Felipe Coutinho entrou para fazer a diferença e Neymar pode ter desencantado – espero. Agora, vai? Ficou o apelo do Gabriel Jesus. Menos crítica, mais apoio. Mas a Costa Rica não foi freguesa. Perdeu, mas, como adversária, engrandeceu a vitória, que não foi fácil. Durante o tempo regulamentar, inclusive, o mais belo lance foi uma jogada a gol da Costa Rica que, por pouco, não se concretizou.