As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mostra (18)/Onde foi parar o take 2?

Luiz Carlos Merten

27 Outubro 2018 | 23h54

Confesso que é sacanagem, mas não resisto em dar esse título ao post. Acabo de ver o curta documentário de Bárbara Paz, Conversa com Ele. Convidado a dar seu depoimento sobre Hector Babenco para um documentário que Bárbara realiza sobre o ex-marido, Dr. Drauzio fala para a câmera como se estivesse conversando com o amigo Hector. O curta Conversa com Ele seguiu-se à cerimônia de premiação do Troféu Humanidade, que Dr. Drauzio dividiu este ano com o cineasta japonês Hirokazu Kore-eda. Na apresentação de seu filme, a diretora disse que era um só take e que não havia modificado nada, nem uma respiração do entrevistado. Na verdade, há uma falha técnica que interrompe a gravação e, quando o filme volta, o take é o terceiro. Onde foi parar o segundo? Nessa ruptura, muda tudo. Dr. Drauzio respirou, retoma o depoimento num outro momento. Não importa. Gostaria muito que Dib Carneiro e Gabriel Villela, que conhecem Dr. Drauzio muito bem, estivessem na sessão. Dib adaptou para o teatro Carandiru – Salmo 91 – e Gabriel dirigiu a peça, que venceu o Shell (para ambos). O curta é sobre a amizade, e mais que isso sobre a lealdade e o respeito na amizade. Lindo! Dr. Drauzio conta como Hector o enganou tantas vezes, sempre perto da morte e voltando. O filme é sobre ele falando, mas, de repente, a fala termina e a câmera continua gravando. É aí que entra o olhar da diretora. Você sente o mal-estar de Dr. Drauzio, atrapado e tentando, talvez, fugir daquela câmera que o devassa. E aí, é como se você ouvisse a voz de Bárbara dizendo para ele olhar para a câmera, e ele olha. É emocionante. Não assisti à versão restaurada de Pixote. Vi só o comecinho, para conferir como estão as imagens. Magníficas! Espero que os filmes, no plural, estejam no Festival do do Rio. O curta é coproduzido pelo Canal Brasil. Dib e Gabriel terão oportunidade de vê-lo. Vão se emocionar, espero!, como eu.