As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mariana, socorro!

Luiz Carlos Merten

22 Setembro 2018 | 15h57

Havia encontrado Mariana Lima na pré-estreia de O Banquete e ela praticamente me intimou a ver Cérebro, Coração, seu monólogo no Sesc Belenzinho. A peça já estava no meu radar. Tentei ontem comprar ingresso, mas já estava lotado até o domingo – último dia. O brabo é que, correndo atrás de ingresso, também não vi o terceiro programa de Histórias Extraordinárias, no CCBB. Sobram-me agora dois dias para tentar ver os dois. Estou ligando para Deus e o mundo para ver a aula performance de Mariana. Enquanto isso, leio o novo livro de Andre Aciman, o autor de Me Chame pelo Seu Nome -, Variações Enigma -, que ganhei de presente de aniversário. A primeira parte tem tudo a ver com o filme de Luca Guadagnino. A atração de um garoto por um homem mais velho. O pai, que desempenha o mesmo papel ambivalente. Alguém que sabe, alguém que é. Depois, em Nova York, o narrador está casado, mas continua atraído por homens. Ele pensa que está sendo traído pela mulher, mas o suposto amante (dela) está afim dele. Na terceira parte, que estou lendo, o narrador tem uma ligação hetero. Não sei aonde essas variações vão parar, mas estou gostando. Minha prioridade, de qualquer maneira, é hoje o teatro. Mariana, socorro!