As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mais um ano, menos um ano

Luiz Carlos Merten

31 Dezembro 2017 | 11h51

E chegamos ao último dia do ano – 2017 está se despedindo, ou nós estamos nos despedindo de 2017. Mais um ano, menos um ano. Saiu ontem minha lista de melhores no Caderno 2. Corpos em convulsão.
Dunkirk
Corpo Elétrico
Era o Hotel Cambridge
Divinas Divas
Pitanga
A Cidade Perdida de Z
Além das Palavras
O Jovem Karl Marx
No Intenso Agora
Pobres Diabos
Existem outros filmes de que gostei muito. Blockbusters – Liga da Justiça, Guardiões da Galáxia 2. Filmes menores – na parafernália, nos recursos, mas não no significado. Na Praia à Noite Sozinha, Mulher Fantástica, Lady Macbeth, Últimos Dias em Havana, Sr. e Sra. Adelman, As Duas Irenes, Cidades Fantasmas, Baby Face – Em Ritmo de Fuga. E, claro, seria absurdo não lembrar Mulher-Maravilha. No Oscar, mesmo tendo gostado de La La Land e Moonlight, meu favorito foi Lion, com a cena da briga em família, à mesa – os três ou quatro minutos mais gloriosos da carreira de Nicole Kidman – e a descoberta da morte do irmão, de doer na alma. Só espero que o cinema nos reserve emoções tão belas – e fortes – em 2018.