As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

+ Lista, Papais ‘Noeis’ do mal

Luiz Carlos Merten

24 Dezembro 2014 | 21h30

PORTO ALEGRE – O clássico dos clássicos de Natal é A Felicidade não Se Compra, de Frank Capra, com James Stewart e Donna Reed, mas confesso que o ‘meu’ filme natalino é Gremlins, de Joe Dante, no qual aparecem, na TV, fugazmente, imagens do ´filme cultuado de Capra. Apesar da advertência do dono da loja, que diz que Gizmo não pode se molhar nem ser alimentado após a meia-noite, Zach Galligan não segue a indicação e o dengoso que parece bichinho de pelúcia vira os predadores gremlins que provocam polvorosa na pequena cidade. Pode ser meu lado contestador ou espírito de porco, mas amo Gremlins e me divirto enormemente com cenas como a dos ETs dentados vendo Branco de Neve e os Sete Anões no cinema. Grande Joe Dante. Tem seguido uma trajetória irregular, com mais televisão que cinema, mas gosto muito de muita coisa, senão tudo, que ele fez. Prosseguindo nessa lista, agora de anti-Natal, posso citar um certo número de filmes trash que vão contra o espírito capriano do Natal. Em Natal Sangrento, de Charles E. Seller Jr., garoto que presenciou a morte dos pais fica traumatizado e vira serial killer, vestindo-se de Papai Natal para fazer suas vítimas na noite de 24 de dezembro. Em Natal Negro, terror de Glen Morgan, outro garoto é maltratado na infância e aprisionado no sótão, do qual sai para provocar banhos de sangue, também na madrugada de 25. Perto deles, Billy Bob Thornton não dá nem para a saída como aquele Papai Noel às Avessas, que usa o disfarce para assaltar lojas na comédia de Terry Zwigoff. Mas meu Papai Noel preferido do mal é o daquele thriller com Christopher Plummer.  Em The Silent Partner, O Parceiro do Silêncio, de Daryl Duke, Plummer veste-se de bom velhinho mas é um sádico que vai atrás de Elliott Gould, o caixa de banco que se aproveitou da confusão para se apropriar do dinheiro que ele havia planejado com tanto cuidado roubar. É uma listinha superbásica. Estou saindo. Feliz Natal para quem fica.