As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Lima quem?

Luiz Carlos Merten

10 de agosto de 2013 | 18h42

GRAMADO – Nem que fosse em sessão espírita. Orlando Margarido está aqui do meu lado, tirando sarro. O velhinho enlouqueceu. Não sei como, escrevi no Estado que o festival presta homenagens a Wagner Moura e a Lima ‘Barreto’, outorgando-lhes o Troféu Cidade de Gramado. Hein? Lima quem? É o Duarte, energúmeno. Vai tentar descobrir a origem do ato falho. A questão é que o cometi, e ele passou por todos que leram a matéria no fechamento. É verdade que Lima Barreto, o cineasta, poderia ter sido homenageado, post mortem (bem pós), pelos 60 anos de O Cangaceiro, primeiro êxito internacional do cinema brasileiro. Mas não é o caso. O troféu irá para Lima Duarte, e para mim, a despeito de sua longa e importante carreira, ele o mereceria só pelo pai de Wagner Moura em A Busca.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: