As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Gramado!

Luiz Carlos Merten

11 de julho de 2019 | 10h30

Fiz algumas mudanças no post anterior, aliás, é um caso sério. Não consigo ler meus posts, meus textos, de maneira geral, sem querer fazer mudanças. Works in progress, é o que viram, ou poderiam virar, se não me policiasse. Já que fiz um post sobre festivais, farei outro. Gramado divulgou esta semana, no dia 9, sua seleção de 2019 – a última coassinada por Rubens Ewald Filho. O festival abre-se com Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, e será a primeira sessão pública, fora de concurso, do longa no Brasil, repetindo o que ocorreu com Aquarius, na homenagem de Gramado a Sonia Braga, anos atrás. A seleção inclui dois filmes muito esperados – Hebe, de Maurício Farias, com a mulher dele, Andréa Beltrão, e o Veneza de Miguel Falabella, que bem poderia trazer a almodovariana Carmem Maura à serra gaúcha, para a apresentação. Paula Ferraz, que faz a assessoria, tem me falado muito bem de um filme gaúcho, Raia 4, de Emiliano Cunha, sobre os conflitos entre duas mulheres numa piscina, e eu acho no mínimo curioso que, entre os demais selecionados, esteja Vou Nadar até Você, de Klaus Mitteldorf e Luciano Patrick, sobre o qual não sei nada, exceto que o título faz esse link – outro filme sobre natação? Estou muito feliz com a volta de Iberê Camargo à competição, que ele já venceu – com O Último Cine Drive-in -, agora com O Homem Cordial. Andradina Azevedo e Duda Andrade também já venceram Gramado (melhor direção, por A Bruta Flor do Querer). Concorrem com 30 Anos Blues. Fechando a lista de sete da mostra competitiva nacional, tem ainda Pacarrete, de Allan Deberton, com Marcélia Cartaxo, e eu nem preciso estar lá para antecipar que haverá uma acirrada disputa pelo Kikito de melhor atriz. O festival homenageia Lázaro Ramos (Troféu Oscarito, ulalá), Leonardo Sbaraglia (Kikito de Cristal), Carla Camurati (Troféu Eduardo Abelim) e Maurício de Souza (Troféu Cidade de Gramado). E ainda tem a mostra latina, com seis títulos do Uruguai, Chile, Argentina, Bolívia, etc. No ano passado, perdi o 46.º festival. Espero estar em condições para o 47º. Gramado começa em 16 de agosto e vai até 24.