As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

For your consideration, Alicia… quem?

Luiz Carlos Merten

19 de junho de 2015 | 13h35

LOS ANGELES – Perdi-me hoje no horário e terminei perdendo o programa na rádio. Estou quatro horas atrás, não na frente, como na Europa, e havia me programado para a tarde (daqui). Teria de ser de madrugada. M… queria falar do Divertida Mente, que estreou ontem e é um programão, não só para crianças. Estou no London, na esquina do San Vicent Boulevard com West Sunset, e quando abro a janela do quarto as primeira coisa que vejo é um imenso pôster com a caras de Gina Rodriguez. For your consideration. Outstanding lead actress in a comedy series. Jane the Virgin. É temporada de Emmy e toda Los Angeles, mas principalmente toda West Hollywood, onde devem se concentrar os votantes, está cheia desses cartazes. No Los Angeles Times, um anúncio de duas páginas também celebra Gina, lembrando que ela já ganhou o Globo de Ouro pelo papel. Viro a página e mais um anúncio duplo celebra outro possível indicado para o Oscar da TV, por Jane the Virgin – Jaime Camil. Move over, George Clooney. Deu pra ti. Jaime é o cara. estou falando de Jane the Virgin porque o sorriso de Gina Rodriguez me persegue, mas só na categoria ‘comedy series’ também já cansei de ver William H. Macy e Emma Rossum, que concorrem a indicações por Shameless. Sem-vergonhas. Ontem, na entrevista com Andie McDowell, perguntei como era para uma mulher tão classuda fazer uma sulista desbocada e despudorada, que cata o stripper chamado de Big Dick para seu prazer de uma noite? Aguardem a resposta mais adiante (no jornal e no online). Já que falei nas considerações para o Emmy, vou a uma consideração para o Oscar. É – o Oscar. No ano passado, casou de eu acertar e cravar palpites no primeiro semestre de que Grande Hotel Budapeste e Steve Carrell e Mark Ruffalo iriam para o Oscar. Ainda é cedo, mas ‘for your consideration’, que tal os votantes da Academia começarem a pensar em Alicia Vikander. Alicia quem? Não fazia a menor ideia de quem era, mas fui ver Hungry Hearts, de Saverio Costanzo, mas cheguei ao cinema, o Sundance, e vi o cartaz de Testament of Youth. Sabia da existência do livro de Vera Brittain, considerado o testemunho geracional dos jovens ingleses que viveram a 1.ª Grande Guerra. Troquei Costanzo por James Kent – deixei Hungry Hearts para hoje – e não me arrependo. Fiquei tocado pelo filme. Todos aqueles jovens morrendo em nome  do rei e da pátria, king and country. E Alicia é ‘mesmerizing’, ‘electrifying’, como dizia o anúncio. Linda e muito, muito talentosa. For your consideration, Alicia Vikander. Sabia que conhecia a garota, só não me lembrava de onde. Fui procurar na internet. Atriz e dançarina sueca, Alicia fez O Amante da Rainha. É boa demais da conta, como dizem os mineiros.