As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em Trânsito me deixou louco. Um filmaço!

Luiz Carlos Merten

05 de maio de 2019 | 22h45

Quero ler, mas não resisto a acrescentar um minipost. Embora já esteja em cartaz há um mês, acho, ainda não havia visto o Christian Petzold, Em Trânsito. O filme está em apenas um horário no Belas Artes, 18h30. Vi-o no fim de tarde, após voltar da redação do Estado, onde fiz meus textos para a edição de amanhã. Fiquei chocado, chapado. Petzold é um dos grandes das chamada escola de Berlim. Fez filmes como Barbara, Phoenix. Esse último já era sobre uma mulher que trocava de identidade para caçar o marido que a delatara aos nazistas. Em Trânsito passa-se na França, após a libertação, em 1945. Vai começar a caçada aos nazistas e colaboracionistas. Nesse quadro, um homem termina por assumir uma falsa identidade para poder deixar o país. O problema é que ele se envolve com um menino, órfão de pai, e com uma mulher. Puta filme bom. Dos melhores do ano.