As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Édipo revisitado

Luiz Carlos Merten

26 de maio de 2010 | 16h58

PARIS – Fui ver ontem à noite ‘Les Femmes de Mes Amis’, de Hong Sang-soo, o mais ‘nouvelle vague’ dos autores coreanos. Sang-soo venceu o prêmio da mostra ‘Um Certain Regard’, em Cannes, atribuído pelo júri presidido por Claire Denis (e integrado por Serge Toubiana). Adorei ‘Ha-Ha-Ha’, que, num certo sentido, me parece o mais ‘rohmeriano’ dos filmes que Eric Rohmer não realizou. ‘Les Femmes’ segue nessa linha, investigando o mundo afetivo e profisional (artístico) de um diretor de cinema que participa, como jurado, de um festival no interior da Coreia. De novo riqueza e justeza de observações e os protagonistas de Sang-soo são sempre adultos meio infantilizados, que se fragilizam diante das mulheres, sejam amantes ou mães. Sang-soo leva ao limite a carta do edipianismo, cujo fantasma também assombra o Todd Solondz de ‘Life During Wartime’, que passou em Veneza no ano passado e que vi à tarde, também ontem. Solondz retoma personagens de ‘Happiness’, Felicidade, e – não sem certa crueldade – põe Paul Reubens, aliás, Pee-Wee, no papel de um pai que deseja o próprio filho. Onde vai parar Édipo nesta história? Achei o filme muito interessante e Solondz vai fundo na carta das provocação. Pee-Wee, afinal, foi preso na suíte de um incidente sexual que destruiu sua carreira. E Solondz, como diz, não é louco de querer minimizar a questão da pedofilia. Ele só quer confrontar o público com a própria ambivalência – todos os pedófilos são abomináveis, menos Michael Jackson, que era um ‘anjo’ (e um grande artista). Na sequência, emendei ontem com ‘Os Desajustados’, cópia nova – no cinema é outra coisa – e descobri que o filme faz parte dos meus Hustons favoritos, com ‘A Noite do Iguana’ e ‘Os Pecados de Todos Nós’ (Reflections in a Golden Eye). É madrugada no Brasil, vão ser 10 aqui na França. Vou ter um dia agitado, antes de ir para o aeroporto. Não sei direito o que estréia nesta quarta-feira, mas ouço falar maravilhas de um filme de zumbis intitulado ‘Infected’. Quero ver se encaixo nas minhas andanças cinematográficas de hoje.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: