As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

E não é que é (muito) divertido?

Luiz Carlos Merten

29 Dezembro 2014 | 10h51

Havia entrevistado Leandro Hassum de seu retiro em Miami, pelo telefone. Não tinha visto seu infantil, Os Caras de Pau. Foi uma entrevista genérica, sinto dizer. Poderia ter sido mais incisiva. Pois a verdade é que – sorry, Roberto Santucci -, nunca vi uma comédia de Leandro Hassum mais divertida. Ri mais do que esperava em Os Caras de Pau e a verdade é que a parceria do Leandro com Márcio Melhem funciona muito bem. Márcio escreve, eventualmente serve de escada para Leandro, mas pelo formato da dupla o humor tem de ser compartilhado, e isso é bom (para ambos e para o público). O filme é impregnado de referências, que podem resultar num prazer suplementar, mas não são necessárias para seguir adiante com a história. Leandro, o burro, Márcio, o lírico, são os bodes expiatórios perfeitos numa trama urdida por… Não vou contar, mas o importante é que eles dão a volta por cima e conseguem prender (quem?) é responsável pelo ‘misterioso roubo do anel’. O chefão português, mais burro que Leandro, uma porta (senão a piada de português não iria funcionar), fala sussurrando como Marlon Brando. Cerca-se de ineptos. Partem em busca dos fugitivos. Seguem as ruas por ordem alfabética, para não se perder. Ontem, com aquele calorão, havia um público entusiasta na sala pequena do PlayArte Marabá. Dona Elda vai surtar quando ler que a dita sala estava bem suja. Haviam derramado pipoca, refrigerante. Chegaram a grudar na sola do meu tênis. Ao sair, continuava a mesma porcaria. Apesar do ‘abandono’, nós, o público, nos divertimos bastante. Comentei com minha colega Eliana Souza, no jornal e ela tascou – bando de retardados (eu junto, ou principalmente, claro).  Assinalo só para fornecer um fecho ao post. Coleguinhas críticos acham o humor de Leandro Hassum preconceituoso. Pode até ser, mas existe muito preconceito contra ele. Muita coisa que Leandro gosta – Jerry Lewis, Jerry Lewis, Jerry Lewis -, eu gosto também.