As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Diario de Cannes (16)

Luiz Carlos Merten

20 de maio de 2014 | 05h46

Festival de Cannes
CANNES – Embolou! Depois do deslumbrante filme de Naomni Kawase, na noite de ontem, os irmaos Dardenne voltaram agora pela manhã com um de seus melhores filmes. Esqueçaa Lorna, o próprio garoto da bicicleta. Pode até ser que Deux Jours, Une Nuit nao tire a Palma de Ainda a Agua, mas Marion Cotillard passa a reinar sozinha como melhor atriz. Essa mulher nao existe – sexy, glamourosa, depressiva, despenteada, pobretona, ela eh sempre super. Não tem nada a ver, claro, mas ela me lembra Sophia Loren, a madrinha de Cannes Classics neste ano. Sophia sempre foi boa, fazendo a milionaria como a mulher do povo. O novo filme dos irmaos Dardenne jah comeca no meio de um drama poderoso. No livro com a entrevista para Francois Truffaut, Alfred Hitchcock conta que chegou a desistir de alguns projetos que comecavam muito fortes porque ele nao conseguia manter depois a mesma intensidade., Os Dardenne conseguem, gracas ah atriz deles. Marion faz uma operaria que contacta colegas de trabalho num fim de semana. Ela estah para ser despedida e tem de convence-los a desistir de um bonus, para que possa ficar. Todo mundo precisa do dinheiro. Eh o velho embate entre solidariedade e necessidade. Entre consciencia de classe e individualismo. Acompanhamos sua via-crucis, as reacoes que sua presence provoca nas casas. Ela vem de sair de uma depressao, se entope de medicamentos. O marido a apoia, mas entre eles o momento tambem eh delicado, Nao fazem sexo hah quatro meses. No final, a solucao eh precaria – cria-se outro problema moral, talvez uma outra enquete como a que ela faz. Peguei uma bronca com os Dardenne quando fui jurado deles na Camera d`Or. Sua insensibilidade – incompreensao – do cinema latino-Americano me irritou muito. Mas meu amor pelo cinema, pelos bons filmes, eh maior que isso. Desconfiem de quem disser que nao gosta de Dois Dias, Uma Noite.

Tudo o que sabemos sobre:

Festival de Cannes

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: