As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Dez!

Luiz Carlos Merten

31 Dezembro 2016 | 13h01

É tempo de listas, e vou fazer a minha. Os melhores do ano que se encerra. Já fiz listas parciais – dos melhores filmes estrangeiros, para o Divirta-se, e de cinco destaques de 2016, na capa do Caderno 2. Dois filmes estrangeiros (O Cavalo de Turim e Os Campos Voltarão), dois brasileiros (Aquarius e Boi Neon), mais o fato, o escândalo do ano. Embora tenha vendido mais de dez milhões de ingressos – o maior sucesso do ano -, Os Dez Mandamentos talvez não tenha sido visto por 10% deste total. Vi duas vezes o filme, e pagando – portanto, colaborei nas estatística -, mas, da segunda vez, juro éramos o projecionista e eu, numa sessão à tarde, no Centrão (Marabá). Uma amiga de Brasília me ajudou a entender a manobra. Sua diarista lhe pediu que comprasse seis ingressos para ajudar a igreja – é evangélica, a diarista, não minha amiga. Ela comprou, e também engrossou a estatística, mas não viu nem deu os ingressos. Afinal, era pára colaborar. É o ó. Será que estourar a bilheteria de Os Dez Mandamentos faz parte das rixas de audiência entre Globo e Record? Adoraria que tivesse sido feito controle de catraca, para que soubéssemos, enfim, qual foi o público ‘real’ do filme? Não me estendo mais. Aqui vai minha lista, por ordem de importância Mais tarde, ou amanhã, explico os por quês. Agora, só os títulos.
O Cavalo de Turim
Os Campos Voltarão
Aquarius
Boi Neon
O Botão de Pérola
Julieta
Batman vs. Superman
Indignação
Francofonia
Sete Homens e Um Destino
E se eu não postar mais neste 31… Que a Força a todos nos ilumine em 2017. E que nós, cinéfilos, tenhamos muito que comemorar daqui a um ano.