As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Deu Affonso Uchoa em Brasília, Arábia!

Luiz Carlos Merten

25 de setembro de 2017 | 07h54

Estou indo ao Rio num bate e volta para entrevistar Jared Leto, pelo novo Blade Runner. Mas não posso deixar de registrar minha impressão pelo resultado do Festival de Brasília, que terminou ontem. Tendo visto Pendular e Vazante, achei que a disputa seria entre Arábia, de Affonso Uchoa, e Era Uma Vez Brasília, de Adirley Queirós, mesmo não sabendo nada de um nem de outro, só pelos autores. Affonso ganhou duplamente melhor filme, pelo júri oficial e o da crítica. Adirley, cineasta brasiliense, foi melhor diretor pelo júri oficial. Anos atrás, acho que 2014, Adirley já venceu Brasília com Branco Sai, Preto Fica, mas o mesmo filme, concorrendo na Mostra Aurora, de Tiradentes, perdeu para A Vizinhança do Tigre, de Affonso. Não me canso de dizer que o Tigre, com Estrada para Ythaca, da rapaziada da Alumbramento, de Fortaleza, e Meus Dias com Ele, de Maria Clara Escobar, são meus filmes favoritos na história da Aurora. Estou nos meus cascos para ver Arábia. Espero que esteja na Mostra, talvez no Rio, embora a Première Brasil exija ineditismo. Quem sabe em alguma outra vitrine? Graaande Affonso.

Tendências: