As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

De Aquarius a A Pequena Sereia

Luiz Carlos Merten

20 Setembro 2018 | 18h37

De toda a premiação da Academia Brasileira de Cinema, na terça à noite, confesso que estive 100% de acordo com pouquíssima coisa, mas o que ainda estou tentando entender foram os prêmios de roteiro original e roteiro adaptado, atribuídos a A Glória e a Graça e a Real – O Plano por Trás da História. Mikael de Albuquerque entrou anônimo na festa e saiu consagrado – por quem? São os roteiristas que votam na categoria? Não creio que Micael merecesse levar, mas levou. Dois troféus Grande Otelo! E ainda cunhou a frase da noite. Querendo celebrar a diversidade do cinema brasileiro, traçou a hipérbole de Aquarius a A Pequena Sereia. Estou pasmo…