As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cine PE (8)/Não deu outra

Luiz Carlos Merten

09 de maio de 2016 | 00h15

Já estou em São Paulo. Acompanhei à distância a premiação do Festival do Audiovisual. Confesso que admiro e respeito, isoladamente, vários integrantes do júri do Cine PE deste ano, mas, não sei por quê, não botava fé de que, em conjunto, fossem fazer a coisa certa. Não deu outra. O júri dividiu as Calungas de filme e direção para o documentário Danado de Bom, de Deby Brennand, sobre o parceiro menos conhecido de Luiz Gonzaga, João Silva, e a animação As Aventuras do Pequeno Colombo, de Rodrigo Gava. O loteamento prosseguiu com a atribuição das Calungas de ator e atriz para Felipe Kannenberg e Simone Illescu, por Leste/Oeste, de Rodrigo Grota, e os prêmios de coadjuvantes para Renato Goes e Paula Burlamaqui, pelo filme Por Trás do Pano, de Caio Sóh, que também recebeu o prêmio do júri popular. Guerra do Paraguay não foi esquecido, mas Luiz Rosemberg Filho ganhou um prêmio especial pelo conjunto de sua obra. Jantei com minha filha, tomei vinho, estou cansado. Vou deixar os comentários para amanhã, para (tentar) não ser ofensivo.