As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cannes (46)/E o moleque canadense também veio para a festa

Luiz Carlos Merten

22 de maio de 2016 | 14h20

CANNES – Ele vai conseguir, de novo. Xavier Dolan está entre os diretores de filmes da competição que vieram para os prêmios. Em nossos jantares, nós – os brasileiros – temos discutido muito o caso do moleque canadense. Seis filmes, todos em diferentes seções, mas todos apresentados em Cannes. E tudo isso aos 27 anos. Sobe à cabeça de qualquer um. Posso ter gostado mais de Mommy, mas Juste la Fin du Monde é muito bem dirigido (e interpretado). E o temas da família, fonte de amor e ódio, é universal.