As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cannes (28)/Cate feliz

Luiz Carlos Merten

19 Maio 2018 | 14h18

CANNES – Ao contrário de Pedro Almodóvar, que chegou emburrado no ano passado e assim ficou até chorar na coletiva, revelando sua preferência pelo derrotado 120 Batimentos, Madame la Présidente chegou radiante, dizendo que foi maravilhoso trabalhar com gente tão apaixonada. O júri de Cate Blanchett, portanto, está contente de si mesmo. Vamos ver o que nos reserva. Sem Ceylan nem Jean-Luc Godard – seu produtor não deu as caras – estou duvidando do acerto.