As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cannes! (24)/O prêmio da guerreira

Luiz Carlos Merten

24 de maio de 2015 | 14h37

CANNES – E antes dos prêmios do júri, veio Agnès Varda, que recebeu sua Palma especial. Ela lembrou a primeira vez que veio a Cannes, no ancien palais, em 1955, com seu curta La Pointe Courte. Lembrou o eterno marido,Jaques Demy, que ganhou a Palma por Os Guarda-Chuvas do Amor, em 1964. Agora, são duas Palmas em casa. Essa mulher pequenina é uma soldada, uma resistente, uma combatente, disse Jane Birkin, que a acompanhou no palco. Varda dedicou seu prêmio a todos os cineastas inventivos, que acreditam na liberdade.