As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Arábia na Film Comment!

Luiz Carlos Merten

10 Julho 2018 | 20h11

É imperdoável que tendo comemorado aqui a página dupla, ou tripla – crítica e entrevista – para As Boas Maneiras em Cahiers du Cinéma, pelo filme, mais que pela revista, eu ainda não tenha reportado que a Film Comment, publicação da Film Society do Lincoln Center, de maio/junho, coloca nas nuvens… Arábia. O longa de João Dumans e Affonso Uchoa, que não me canso de colocar à frente de Boi Neon, Corpo Elétrico e Pela Janela, e os quatro reabrem a vertente da classe trabalhadora no cinema brasileiro, lidera o quadro de cotações da revista, com quatro e cinco estrelas, e ainda merece as seguintes e elogiosas palavras – “Essa história dentro de outra história deságua num neo-Kerouac(qu)iano road movie sobre a peripatética vida de trabalhadores brasileiros em Minas Gerais. Depois, numa crítica de uma página, Mark Asch dá conta da mineiridade do texto e da melancolia do personagem, situando ambos no quadro dos processos da Lava-Jato contra o ex-presidente Lula. Esses filmes podem ser exceções, mas a acolhida a As Boas Maneiras e Arábia não apenas confirma a pujança do novo cinema brasileiro como pode abrir uma interessante discussão – sobre o representante do Brasil no Oscar, por exemplo.