As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

MInha felicidade

Luiz Carlos Merten

23 Fevereiro 2013 | 10h38

Fiz uma pausa – fui passear com minha neta, a Angel, mas estou de volta para responder a uma pergunta que fiz no post anterior. Quem se interessa por camponeses russos? Bom, eu me interesso e, além das obras-primas da literatura, o cinema tem me brindado com visões muito interessantes. Um dos melhores filmes que vi em Berlim, A Long and Happy Life, de Boris Khlebnikov, era sobre um sujeito que formava uma cooperativa para explorar uma fazenda, era escorchado pelo banco, desertado pelos companheiros e pegava em armas como um herói de western para o derradeiro acerto de contas. Puta filme bom. Conversando com Khlebnikov – cortesia de Richard Lormand, que me deu quase meia-hora sozinho com ele (e a intérprete) -, descobri que é amigo de Sergei Loznitsa e ambos trocam figurinhas, sobre os filmes que fazem e os que gostariam de fazer. O segredo é nunca desistir. São essas coisas, esses encontros, que nunca me dewixam perder a esperança. E agora, Oscar. Gostaria de rever Lincoln e A Hora Mais Escura antes da premiação. Espero conseguir fazê-lo, embora tenha outros compromissos.