As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Licoes de harmonia num mundo em desordem

Luiz Carlos Merten

15 Fevereiro 2013 | 14h28

BERLIM – Naso me perguntem por queh. Nao saberia responder, mas ontem, o dia inteiro, nao consegui entrar no e-mail do Estado, condicao para ter acesso blog (para postar). Como conseqzuencia, fiquei sem dar noticias, o que nao teria sido nada demais, se o festival nao tivesse me reservado algumas surpresas. Gostei de um filme do Kazaquistao chamado Harmony Lessons e torco para que nao seja esquecido pelo juri. Aa noite, vi Elle s en va, de Emmanuelle Barcot, com Catherine Deneuve no papel de avoh que cai na estrada com o neto e vive experiencia transformadora. Hoje pela manhah, vi o Hiong Sang-soo, Todo Mundo Gosta de… Esquecio o nome da garota, mas o filme eh muito legal. Mais do mesmo – um diretor de cinema, muitos dialogos, bebedeiras. A diferenca eh que Sang-soo adota o ponto de vista da jovem e ele eh, em geral, melhor com o ponto de vista do homem. O ferstival jas estah terminasndo. Daqui a pouco sai o premio da criticam, amanhah serao anunciados os vencedores dos Ursos. O qwue mais posso dizer? Fiz boas entrevistas com diretores – Danis Tanovic, Bruno Dumont, Boris Klbebnikov, Emmanuelle Barcot etc. Mas, principalmente, diz erntrevistas com as (tres) maiores estrelas da Franca – Isabelle Huppert, Juliette Binoche e, hoje, ainda hah pouco, Catherine Deneuve. Os filmes delas, A Religiosa, Camille Claudel 1915 e Elle s en Va, foram copmprados para o Brasil e voce pode ter certeza de que vai ve-los. Eh uma pena que especialmente a entrevista com a Binoche nao tenha sdido gravada. Perguntei-lhe do cabelo curto e ela explodiu numa risada. Disse que vai filmar com Olivier Assayas e ele ainda experimenta qual serah seu visual. Mas ela passou a mao na propria cabeca, revirou o cabelo e me disse que nos, homens, nao sabemos o prazer que o gesto proporciona e que ela, de cabelo cumprido, nao se pode normalmente oferecer. Ah, as mulheres do cinema frrances. Maravilhosas!