As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

20 +, a lista provisória

Luiz Carlos Merten

29 Dezembro 2018 | 10h00

Prometi publicar minha lista de melhores filmes brasileiros e estrangeiros. Primeiro, uma, depois, a outra. Na segunda, 31, encerrando o ano, da fusão das duas, sai minha lista de dez, ou de nove, como está na moda, agora, com o Oscar. Fui ver ontem A Pé Ele não Vai Longe e não me impressionei muito com o filme de Gus Van Sant, exceto pelo elenco, e por Jonah Hill mais do que por Joaquin Phoenix, o que me surpreendeu, porque era um ator pelo qual não tinha muita simpatia e, dessa vez, para além dos estereótipos cômicos, descobri que existe nele uma humanidade. Os filmes:
Estrangeiros
Em Chamas, de Lee Chang-dong
Roma, de Alfonso Cuarón
Asako I e II, de Ryusuke Hamaguchi
Desobediência, de Sebastián Lelio
Infiltrado na Klan, de Spike Lee
Amante por um Dia, de Philippe Garrel
Aquaman, de James Wan
Pantera Negra, de Ryan Cooglar
Maria Madalena, de Gareth Davis
O Ódio Que Você Semeia, de George Tillman Jr.
Brasileiros
Arábia, de Affonso Uchoa e João Dumans
Antes do Fim, de Cristiano Burlan
Paraíso Perdido, de Monique Gardenberg
Benzinho, de Gustavo Pizzi
Pela Janela, de Caroline Leone
O Processo, de Maria Augusta Ramos
Baronesa, de Juliana Antunes
Piripkura, de Mariana Oliva, Renata Terra e Bruno Jorge
As Boas Maneiras, de Juliana Rojas e Marco Dutra
Auto de Resistência, de Natasha Néri e Lula Carvalho
Os filmes não estão listados, necessariamente, por ordem de preferência. E também não fiz pesquisa. Fui me lembrando. Nada impede que, nos dez finais, surja algum outro de que tenha esquecido.