Tortelier, o primeiro concerto

João Luiz Sampaio

05 de março de 2009 | 23h33

Acabou agora há pouco o primeiro concerto do maestro francês Yan Pascal Tortelier como regente titular da Osesp. Primeiras impressões? Arrisco, no calor da hora. Na primeira parte, as “Variações Enigma”, de Elgar, pareceram pensadas para levantar – e ganhar – a platéia, com o maestro explorando toda a força sonora da Osesp, sem grandes sutilezas. Deu certo: o público ovacionou a execução e aplaudiu o maestro de pé. Já na segunda parte, sutileza não faltou na interpretação inteligente e expressiva da “Sinfonia nº 2” de Rachmaninoff. O maestro foi chamado ao palco quatro vezes pelos aplausos do público.

Tortelier chegou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.