Teatro São Pedro anuncia programação com três óperas para o segundo semestre

Teatro vai produzir montagem de Os Sete Pecados Capitais, de Kurt Weill, e de óperas de Offenbach e Rossini; espetáculos terão número maior de récitas

João Luiz Sampaio

03 de junho de 2021 | 09h00

O Teatro São Pedro vai apresentar três óperas no segundo semestre.

O primeiro título será apresentado em outubro, com os alunos da Academia de Ópera, e será Ba-ta-clan, de Jacques Offenbach, com direção musical de André dos Santos e direção cênica de Rogerio Tarifa. As récitas acontecem nos dias 8, 9 e 10 de outubro.

Em seguida, em novembro, o maestro Ira Levin e o diretor Alexandre Del Farra dirigem uma nova produção de Os Sete Pecados Capitais, de Kurt Weill, com libreto de Bertolt Brecht. A estreia é no dia 5 e haverá récitas nos dias 6, 7, 10, 11, 12, 13 e 14.

O último título do ano será O Senhor Bruschino, de Rossini, com direção musical de Cláudio Cruz e direção cênica de Caetano Vilela. Récitas nos dias 3, 4, 5, 8, 9, 10, 11 e 12 de dezembro.

Theatro São Pedro (Foto: Delcio Figueiredo/Divulgação)

Segundo Paulo Zuben, diretor artístico e pedagógico da Santa Marcelina Cultura, os títulos foram escolhidos para “abarcar um repertório que têm além de títulos raramente encenados no Brasil aqueles bastante adequados ao perfil e tamanho do Teatro São Pedro, de modo a oferecer ao público uma diversidade do espectro operístico em um espaço acústico privilegiado para a escuta dessas obras”.

Também foi levada em conta a presença de títulos cujas encenações sejam possíveis de acordo com os protocolos de segurança sanitária.

Os espetáculos serão gravados e transmitidos também pela internet.

O São Pedro ainda terá no segundo semestre novo espetáculo em parceria com a São Paulo Companhia de Dança. Com direção musical de Ricardo Ballestero, bailarinos da companhia vão interpretar coreografias de Esdras Hernández Villar, Jonathan dos Santos e Mônica Proença, para peças dos compositores Heitor Villa-Lobos, Camargo Guarnieri, Alberto Ginastera e Miguel del Águila.

Tudo o que sabemos sobre:

músicamúsica clássica