Quarenta e um músicos demitidos – agora no Teatro Colón

João Luiz Sampaio

01 Abril 2011 | 22h52

Agora, o Teatro Colón. Também não terminou bem em Buenos Aires a briga entre músicos e direção de orquestra. Da capital argentina chega a notícia de que 41 músicos – sim, 41, como na OSB – foram demitidos após meses de greve. A situação parecia estar caminhando em direção a uma solução, diz o jornal Diario Registrado, depois da passagem do tenor Plácido Domingo pela cidade há duas semanas. Por conta da greve, Domingo teve que cancelar o recital que faria no Colón, apresentando-se ao ar livre. A princípio, os músicos se recusaram a acompanhá-lo mas, depois que Domingo ofereceu-se como mediador informal da crise, voltaram atrás e tocaram. Hoje, no entanto, receberam a notícia da demissão, determinada pela prefeitura de Buenos Aires. A matéria completa está aqui. Alguém ainda tem dúvida de que a relação interna de trabalho dentro das orquestras por essas bandas precisa ser repensada?