Paulo Dallari assume direção geral da Fundação Teatro Municipal de São Paulo

Paulo Dallari assume direção geral da Fundação Teatro Municipal de São Paulo

Ele substitui José Luiz Herencia, que pediu demissão na última quinta-feira; em resposta a matéria publicada hoje pelo Estado, secretaria de Cultura diz que o maestro John Neschling "goza do apoio da Prefeitura"

João Luiz Sampaio

23 de novembro de 2015 | 17h53

Ex-chefe de gabinete do prefeito Fernando Haddad, o advogado Paulo Dallari é o novo diretor geral da Fundação Teatro Municipal de São Paulo. O anúncio foi feito na tarde de hoje por meio de nota oficial da Secretaria Municipal de Cultura. Ele substitui José Luiz Herencia, que pediu exoneração do cargo na última quinta-feira, alegando “divergências pessoais e interferências externas”.

at-sp-theatro-municipal-de-sao-paulo-002

Na nota, enviada em resposta a matéria publicada hoje pelo Estado, que revela um descompasso entre o maestro John Neschling, a secretaria Municipal de Cultura e artistas da fundação sobre a temporada de 2016, a secretaria afirma que “será dada continuidade ao trabalho de excelência realizado pelo teatro desde 2013 sob a direção artística do maestro John Neschling, que goza do apoio da Prefeitura”. Ao Estado, o secretário Nabil Bonduki havia dito, ontem, ser contra a ideia de uma distribuição de verbas que privilegiasse a temporada lírica perante as demais atividades do teatro, como sugerido pelo maestro em documento do início de outubro.

Ainda segundo a nota, “a temporada de 2016 será anunciada no início de dezembro próximo”. O texto diz também que a “a demissão, a pedido, do ex-diretor geral da fundação, José Luiz Herencia, se deu por questões admnistrativas e não artísticas”.