Mozarteum Brasileiro cancela festival Música em Trancoso por causa do coronavírus

Mozarteum Brasileiro cancela festival Música em Trancoso por causa do coronavírus

Em São Paulo, Sala São Paulo, Teatro São Pedro e Teatro Municipal mantém cautela e afirmam que vão seguir determinações do Ministério da Saúde e dos governos estadual e municipal

João Luiz Sampaio

12 de março de 2020 | 20h01

O novo coronavírus Covid 19 levou o Mozarteum Brasileiro a cancelar a nona edição do Música em Trancoso. O festival, que reúne músicos brasileiros e estrangeiros, além de duas orquestras jovens do país, teria início no próximo sábado, dia 14.

Em comunicado, o Mozarteum afirmou que a decisão foi tomada após consulta ao Ministério Público e aos órgãos de saúde pública da Bahia.A medida visa garantir a segurança e o cuidado com a saúde do público, dos artistas e de toda a equipe de trabalho. Acreditamos estar, dessa forma, contribuindo com as autoridades de saúde para reduzir a disseminação do coronavírus no País”, diz o comunicado.

Teatros de ópera e salas de concerto de todo o mundo tem optado por fechar as portas, encontrando alternativas para manter a programação. A Filarmônica de Berlim, por exemplo, vai realizar os concertos desta semana sem a presença do público: as apresentações serão transmitidas ao vivo pela internet.

Em Nova York, onde já são mais de duzentos casos identificados, o Metropolitan Opera House de Nova York, o Carnegie Hall e a Filarmônica de Nova York decidiram na tarde de hoje cancelar os eventos programados para as próximas semanas.

Em São Paulo, durante coletiva de imprensa no final da manhã de hoje, 12, o médico David Uip, coordenador do centro de contingência da doença no estado, afastou a possibilidade imediata de cancelamentos de eventos. As entidades responsáveis pela gestão da Sala São Paulo e do Theatro São Pedro também mantiveram cautela.

Em comunicado, a Fundação Osesp afirmou que a temporada da orquestra segue normalmente.A Fundação Osesp está atenta às orientações da Organização Mundial da Saúde e seguirá as determinações do Ministério da Saúde e do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Saúde e da Secretaria de Cultura e Economia Criativa. Não há indicativo para cancelamento dos concertos até o momento. Com o intuito de prevenir e minimizar a propagação do vírus, a Fundação Osesp está implementando medidas que reforçam as ações de higiene, bem como a sensibilização do público que frequenta a Sala São Paulo para a questão.”

Também por meio de nota, a Santa Marcelina Cultura, responsável pelo Teatro São Pedro, disse que está segundo “as orientações do governo do Estado de São Paulo no sentido de manter as atividades e de adotar medidas de prevenção e de conscientização.” “Caso haja alguma nova orientação, iremos comunicar e tomar as medidas necessárias de formar imediata e responsável.”

O Teatro Municipal de São Paulo diz estar “avaliando as possibilidades de ajustes na programação de acordo com as instruções da Secretaria Municipal de Saúde”.

Tudo o que sabemos sobre:

músicacoronavírus

Tendências: