Joyce DiDonato e Kent Nagano são destaques da temporada 2019 da Cultura Artística

Joyce DiDonato e Kent Nagano são destaques da temporada 2019 da Cultura Artística

Série de concertos, que volta a seu formato original, tem ainda duo formado por Antonio Meneses e Cristian Budu, Jörg Widmann e Nelson Freire celebrando duplo aniversário

João Luiz Sampaio

09 Outubro 2018 | 00h52

A temporada de assinaturas de 2019 da Cultura Artística terá dez atrações e vinte apresentações, retomando o seu formato tradicional – ao longo de 2018, eram duas séries, cada uma com um grupo específico de atrações.

A abertura do ano será em março, com o duo formado pelo violoncelista Antonio Meneses e um dos mais importantes artistas brasileiros da nova geração, o pianista Cristian Budu. Em seguida, em abril, apresenta-se a Orquestra Sinfônica da Antuérpia, sob regência de Robert Treviño e solos do pianista Dezső Ránki. Outra orquestra abre a agenda de maio, a Sinfônica de Pequim, e o mês segue com o duo de piano formado por Alessio Bax e Lucille Chung.

A meio-soprano Joyce DiDonato

O compositor, maestro e clarinetista Jörg Widmann rege a Orquestra de Câmara da Irlanda, da qual é diretor, em junho, mês que tem ainda recitais do pianista francês Alexandre Tharaud. Em setembro, apresenta-se o Quarteto Ebène, com homenagem a Beethoven, e, em outubro, a Orquestra Sinfônica de Montreal será regida por Kent Nagano. Também em outubro, a meio-soprano Joyce DiDonato traz a São Paulo o programa Na Guerra e na Paz, com o grupo Il Pomo d’Oro. O encerramento do ano terá, em novembro, recitais de Nelson Freire, celebrando 75 anos de nascimento e 70 anos de carreira.

Formato original

Em 2018, a Cultura Artística testou um novo formato. As atrações foram divididas em duas séries, fazendo apresentações únicas, com exceção das orquestras. A mudança havia sido causada pela decisão de não utilizar recursos por meio da Lei Rouanet. “Em março de 2017 foram implementadas alterações importantes na Rouanet que inviabilizaram que a Temporada 2018 fosse realizada com os benefícios fiscais. A Temporada deste ano, em andamento, foi lançada em outubro de 2017 em uma versão reduzida, com valores mais altos de ingressos e realizada apenas com os recursos de assinaturas e vendas avulsas de ingressos”, explica Frederico Lohmann, superintendente da Cultura Artística.

“Em novembro de 2017, foram implementados ajustes às novas regras da Rouanet, que felizmente voltaram a possibilitar que a temporada de concertos seja realizada com estes incentivos fiscais. Graças a isso, a temporada volta ao formato tradicional, com 10 atrações e 20 concertos além da série de 5 recitais de violão. É também graças aos incentivos da Rouanet que os preços serão reduzidos, voltando aos patamares da Temporada 2017”, continua.

A renovação de assinaturas – que custam de R$ 750 a R$ 3.400 – pode ser feita entre os dias 15 de outubro e 5 de novembro. Novos assinantes podem efetuar compras a partir do dia 3 de dezembro. Mais informações no site da Cultura Artística.