Emenda destina R$ 5 milhões à Banda Sinfônica e deve evitar demissões

Grupo recebeu notícia como "vitória parcial"; emenda ainda precisa ser sancionada pelo governador Geraldo Alckmin

João Luiz Sampaio

22 Dezembro 2016 | 11h53

A Assembleia Legislativa aprovou ontem uma emenda no orçamento 2017 que prevê um repasse de R$ 5 milhões para a Banda Sinfônica do Estado de São Paulo. A quantia é suficiente para impedir a demissão dos músicos do grupo, prevista para acontecer em janeiro. Nas últimas semanas, foi revelado um plano da Secretaria de Estado da Cultura e do Instituto Pensarte, organização social responsável pela gestão do conjunto, de  suspender as atividades da banda até abril, por conta de necessidade de cortes de despesas e readequações orçamentárias.

Banda Sinfônica do Estado de São Paulo/Divulgação

Banda Sinfônica do Estado de São Paulo/Divulgação

“Recebemos a notícia com alegria, mas esta é uma vitória parcial. Ainda precisamos batalhar muito para garantir a sobrevivência da Banda depois de abril. Mas termos evitado as demissões foi um passo importante”, diz o maestro Marcos Sadao Shirakawa.

A emenda, proposta em conjunto por líderes partidários, ainda precisa ser sancionada pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP). Segundo o maestro, no entanto, “tanto o presidente da Assembleia como o líder do governo garantiram aos músicos que o dinheiro será destinado à banda”.

Mais conteúdo sobre:

músicamúsica clássica