Em Porto Alegre, com Beethoven e Dvorak

João Luiz Sampaio

26 de junho de 2010 | 18h37

Depois de alguns dias em Belo Horizonte, estou em Porto Alegre, onde daqui a pouco a Ospa faz concerto de gala para comemorar seus 60 anos. No programa, o “Imperador” de Beethoven (com Arnaldo Cohen) e a “Novo Mundo” de Dvorak. A regência é de Isaac Karabtchevsky. Estou curioso para ouvir a Ospa – e a luz do fim de tarde às margens do Guaíba deixa a gente com vontade de Beethoven. Amanhã, parto para o Rio, onde vejo “O Guarani”, em versão de concerto, no Municipal, com Luiz Malheiro, Marcelo Vanucci e Gabriella Pace, entre outros solistas. Depois conto como foi.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.