Domingo: o mistério continua

Domingo: o mistério continua

João Luiz Sampaio

25 Fevereiro 2010 | 20h40

José Méndez/EFE

José Méndez/EFE

O mistério em torno da operação que o tenor Placido Domingo fará nos próximos dias continua. Ontem, sua assessora de imprensa afirmou que o tenor seria submetido a uma cirurgia de urgência em Nova York, para onde seguiu depois de sentir dores no abdômen durante concertos no Japão; ainda segundo ela, a operação o deixaria afastado dos palcos por cerca de seis semanas. Hoje, no entanto, o filho mais novo do tenor, Álvaro, informou à imprensa que seu pai “está descansando tranquilo em seu apartamento enquanto espera a hora da cirurgia, um procedimento de rotina, um pequeno problema a ser resolvido antes que ele retorne normalmente aos palcos”. Ainda segundo ele, Domingo deve voltar aos palcos já no final de março, em Berlim, onde cantará récitas do “Simon Boccanegra”, de Verdi, na Staatsoper. Mais uma vez, não foram informados detalhes sobre qual é exatamente o problema do tenor – ou ainda sobre os detalhes da cirurgia.

Mais conteúdo sobre:

plácido domingo