Adotem a música

Adotem a música

João Luiz Sampaio

24 de junho de 2009 | 13h01

Sergio Neves/AE

Os jovens da Sinfônica de Heliópolis mal acabaram de fazer soar os acordes finais da ‘Abertura Hebrides’ de Mendelssohn e um Joshua Bell de olhos arregalados curvou-se para cumprimentar o spalla do grupo. “Vocês tocam de maneira entrosada, olham uns para os outros, têm energia, excitação. Já toquei com as maiores orquestras do mundo e, acreditem, essa energia não é fácil de ver, não. Eu adoro Mendelssohn, é um dos meus compositores favoritos. Talvez um dia, quando vocês estudarem o concerto para violino dele, a gente possa tocá-lo juntos, que tal?” O riso maroto surgiu primeiro no rosto do maestro Roberto Tibiriçá e logo se espalhou pela orquestra, formada por jovens de 18 a 24 anos. Rapidamente, eles começam a tirar as partituras das mochilas. “Agora?”, perguntou Bell, já sacando da mala seu Stradivarius. Continua aqui.

Caderno 2, 24/6/2009

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: