Autores da Flip indicam livros e filmes para entender melhor os seus países
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Autores da Flip indicam livros e filmes para entender melhor os seus países

Pilar del Río, Sjón, Luaty Beirão, Patrick Deville e outros escritores dão dicas das suas regiões

Guilherme Sobota

27 de julho de 2017 | 13h16

A Flip começou e você pode acompanhar nossa cobertura aqui pelo cultura.estadao.com.br, pelo Caderno 2 do Estadão e também pelo nosso Instagram: @estadaocultura.

Vista aérea da Praça Matriz de Paraty durante a Flip 2017. Foto: Walter Craveiro

Nessa edição marcada pela diversidade, o aplicativo de idiomas Babbel pediu a alguns autores convidados recomendações de livros e filmes para estrangeiros entenderem um pouco mais dos seus respectivos países. As indicações, cedidas ao blog, estão a seguir:

Pilar del Río (Espanha)

Livro: Los Aires Difíciles, de Almudena Grandes
Filme: La Vaquilla, de Luis García Berlanga

Patrick Deville (França)

Livro: À la Recherche du Temps Perdu (Em Busca do Tempo Perdido), de Marcel Proust
Filme: Vivre Sa Vie (Viver a Vida), de Jean-Luc Godard

Luaty Beirão (Angola)

Livro: A Geração da Utopia, de Pepetela
“Mambo tipo documentário”: É Dreda Ser Angolano

Sjón (Islândia)

Livro: O Cisne, de Guðbergur Bergsson
Filme: Noi the Albino, dirigido por Dagur Kári

Prisca Agustoni (Suíça)

Livro: L’Anno Della Valanga, de Giorgio Orelli

Jacques Fux (Brasil)

Livro: K. Relato de uma Busca, de Bernardo Kucinski
Filme: O Ano em Que Meus Pais Saíram de Férias, dirigido por Cao Hamburguer

Mais conteúdo sobre:

FlipLiteratura