William Parker é insuperável

Estadão

27 de outubro de 2008 | 14h57

Quem acompanha o Discofonia de outras encarnações sabe que meu baixista preferido é um senhor de Nova York chamado William Parker. Não só ele domina como ninguém as fronteiras mais abrasivas do jazz, como não tem medo de incorporar elementos absolutamente estranhos à música americana em seus discos. Pois Parker, que sempre trabalha muito, lançou dois discos seguidos neste ano que provam a minha tese. O primeiro é o sensacional Double sunrise over Neptune, em que ele comanda uma orquestra de 16 músicos, fazendo a ponte entre ocidente e oriente. O Segundo, Petit oiseau é mais um disco  de improvisação de jazz, com um quarteto formado por Lewis Barnes no trompete, Rob Brown no sax alto e Hamid Drake na bateria. Se você gosta de jazz, corra para ouvir.

Blogged with the Flock Browser

Tags: williamparker, discos

Tudo o que sabemos sobre:

william parker

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: