"Casa 1 da Vila", com Mart'nália

Estadão

21 de agosto de 2006 | 16h52

Quando eu voltei da Índia uma boa surpresa que me esperava em casa era o novo CD da Mart’nália, Menino do Rio, seu segundo de estúdio.

Hoje, a filha de Martinho da Vila é uma das três cantoras de samba de que mais gosto. E Menino do Rio, lançado pelo selo Quitanda, da Maria Bethânia, é, em muitos sentidos, mais pop do que Pé do Meu Samba, o disco de estréia. Tem músicas da Ana Carolina, do Moska com Leoni, da Zélia Duncan, mas também traz os momentos que mais me emocionam: as releituras de sambas antigos.

A minha preferida até agora (essas coisas mudam com o tempo), é “Casa 1 da Vila”, samba de Monsueto e Flora Matos. E, fora a voz deliciosa da Mart’nália, o que eu gosto nessa música é o arranjo de Jaime Alem, em que a percussão fica com uma clareza cristalina e o violão só preenche os espaços.

PS: Fui corrigido pelo leitor Paulo Reis, e Menino do Rio é o quarto disco de estúdio da Mart’nália. Antes vieram Mart’nália, de 87, e Minha Cara, de 95. Eu não conheço nenhum dos dois e vou correndo procurar.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: