Não dá para perder a Orquestra Imperial no Sesc Pompéia

Estadão

11 de agosto de 2006 | 09h12

Se eu estivesse em SP iria bailar ao som da sensacional Orquestra Imperial na Choperia do Sesc Pompéia. A OI reúne o fino do fino da música carioca de hoje. E o melhor e que todo tipo de música cabe no show, de sambas antigos ao funk carioca.

Não acredita? Então olha quem toca na OI: Thalma Freitas (voz), Nina Becker (voz), Moreno Veloso (percussão e voz), Rodrigo Amarante (voz), Wilson das Neves (voz e percussão), Nelson Jacobina (guitarra e violão), Pedro Sá (guitarra), Bartolo (guitarra), Rubinho Jacobina (teclados), Berna Ceppas (sintetizadores e percussão), Kassin (baixo), Domenico (bateria), Stephane San Juan (percussão), Bodão (percussão), Leo Monteiro (percussão eletrônica), Felipe Pinaud (flauta), Max Sette (trompete e flugelhorn), Mauro Zacharias (trombone) e Bidu Cordeiro (trombone).

Se não der para ir hoje, tem amanhã. Eu aqui em Delhi me ferrei. Do jeito que eles demoram para tocar em SP, só vou assistir a outro show deles no ano que vem…

O Sesc Pompéia fica na rua Clélia, 93, na Pompéia. Tel.3871-7700.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.