Já Tô Te Esperando, de Edu Ribeiro

Estadão

01 de agosto de 2006 | 23h23

Normalmente, quando um baterista – aquela figura que quase sempre fica no último plano no palco – consegue chegar a liderar uma banda, faz música boa. O caso de Edu Ribeiro não é diferente. No álbum Já Tô te Esperando, ele assina sozinho sete das dez composições. Das três que restam, duas são parcerias com o violonista Chico Pinheiro e a outra é só do Chico.

Já Tô te Esperando é um disco de música instrumental brasileira que reluta em se render aos clichês do gênero. Tem samba, tem improvisação também, mas não é aquela música estática, aquela lenga-lenga para exportação. As melodias são cheias de vida, o disco prima pela dinâmica e, em muitos momentos, as harmonias surpreendem.

Para tocar com ele, Edu Ribeiro recrutou um time de feras. A maior parte das músicas tem Paulo Paulleli no contrabaixo acústico, mas nas faixas “Já Tô Te Esperando”, “Lushka” e “Pedacinho do Théo”, Thiago Espírito Santo, filho do Arismar, tira um som voraz do baixo elétrico. Chico Pinheiro está no disco todo, e o trompetista Daniel Alcântara, parceiro do álbum anterior de Edu, comparece com seus solos elegantes e, por vezes, vigorosos. Um bom contraponto ao acordeon melódico de Toninho Ferragutti.

O disco saiu há pouco pelo selo Maritaca, e dá para encontrar na Pops.

Nota: 8

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: