Independência sem morte, por favor

Estadão

15 de agosto de 2006 | 01h39

Estou indo para o aeroporto de Délhi agora. Hoje, 15/8, é o dia da independência da Índia. A cidade está em alerta máximo, com segurança redobrada, porque o governo divulgou na semana passada que havia indícios de que seriam cometidos atentados suicidas durante a comemoração da data nacional.

Depois da descoberta do plano terrorista de Londres e de paquistaneses e um funcionário da principal companhia aérea da Índia estarem entre os presos, a paranóia aumentou bastante por aqui. No meu andar do hotel, há sempre dois guardas armados com fuzis. Em todos os hotéis em que estive é feita uma revista minuciosa nos carros. No aeroporto, que já tem uma segurança bem dura, estão abrindo todas as malas, uma por uma. Como eu faço escala em Londres para chegar em São Paulo, o pacote do terror está perfeito.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: