Adeus, Agra

Estadão

09 de agosto de 2006 | 03h00

Tem gente que diz que Agra só vale pelo Taj Mahal. Fiquei trabalhando e não consegui ver muito da cidade. Mas gostei de sua simplicidade, do quê de caótico que ela tem. Deixei Agra ontem no fim da tarde. Fui para Délhi de novo naqueles ônibus loucos – seis horas desta vez para percorrer 180 quilômetros. Agora acabei de chegar em Bangalore, a capital tecnológica. Tenho que correr. Mas vou deixar umas fotos para mostrar um pouco das ruas de Agra.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.