25 anos de Cerimony

Estadão

18 de julho de 2006 | 14h11

[kml_flashembed movie=”http://www.youtube.com/v/4E6xGHyhyrw” width=”425″ height=”350″ wmode=”transparent” /]

Em maio de 1980, Ian Curtis se matou, acabando com o Joy Division. Em janeiro de 1981, o resto da banda volta ao estúdio para gravar o que viria a ser o primeiro single do New Order: Cerimony de um lado, In a Lonely Place do outro.
Na revista Uncut deste mês, o baixista Peter Hook, o baterista Stephen Morris, o dono da Factory Tony Wilson e o designer Peter Saville, autor das capas do Joy Division e, depois, do New Order, comentam a feitura desse compacto com duas músicas do Ian Curtis, que já eram tocadas em shows pelo Joy Division. Antes de gravá-las, os três ex-integrantes do Joy Division testaram os vocais. Bernard Sumner ficou com o posto e o resto é história.
Nesse vídeo, o New Order toca Cerimony, em 1981.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: