Shopping ganha praça de alimentação para público pet
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Shopping ganha praça de alimentação para público pet

Cris Berger

02 de novembro de 2020 | 03h00

Nem todo mundo sabe, mas a lei municipal 10.309 de 22 de abril de 1987 proíbe animais de estimação nas praças de alimentação dos shoppings de São Paulo. Uma pena. Essa restrição de convívio gera uma dor recorrente em quem não pode comer na companhia de seu melhor amigo quando vai ao shopping. A solução? Buscar um restaurante com área externa ou que permita pets nas mesas dispostas no corredor. A regra muda de shopping para shopping. Ou seja, sempre é uma incerteza chata.

A boa notícia é que os pet lovers, a partir de 8 de novembro, terão uma praça de alimentação para chamar de sua. O Mooca Plaza, na zona leste de São Paulo, criou uma área destinada aos clientes com cães, que representam 54% de seus visitantes. Como é bom ser notado. Afinal, eu não faço nada sem a Ella, minha sócia pet, que aparece ao meu lado na foto dessa coluna.

A Praça Pet é um espaço aconchegante, charmoso e pensado nas necessidades dos clientes de quatro patas. Ela fica na parte externa do shopping, com acesso pelo estacionamento (mas isolada dele), e não pelo centro de compras. A porta de entrada, de duas fases, garante que nenhum “fujão” escape. Tem uma área coberta, mas é praticamente um jardim. Há mesas e cadeiras, altas e baixas, coletivas e individuais, e uma arquibancada com suporte para colocar sua refeição. Ao longo dos seus 500 metros quadrados há diversos bebedouros e torneiras. E também cenários Instagramáveis para os pet lovers capricharem nas fotos. Dá vontade de ir e ficar.

As mesas coletivas da Praça Pet. Foto Cris Berger/Guia Pet Friendly

Ela funciona no mesmo horário da outra: das 10h às 22h de segunda a sábado e das 12h às 20h nos domingos. O diferencial é que o cardápio está disponível por um QR Code e os pedidos são feitos via WhatsApp. A entrega é feita em estilo delivery, por um funcionário do estabelecimento escolhido. Cá entre nós? Melhor do que aquela “outra praça” que não quer (ou não pode) nos aceitar.

Os bancos com mesinhas da arquibancada. Foto Cris Berger/Guia Pet Friendly

Apesar de ter diversos pontos de cata-caca, a ideia da Praça Pet é ser um local para fazer refeições e não para os pets brincarem ou realizarem suas necessidades. Para isso, o ideal é levá-los no Pet Park, também dentro do shopping, com graminha e aparelhos de agility. Então, a dica é: leve seu cão para correr, fazer seu xixi e número 2 no parque e mate a fome na Praça Pet. Depois de brincar, ele vai chegar cansado e tranquilo.

Ella apurando sua coluna no Estadão. Foto Cris Berger/Guia Pet Friendly

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: