Rio com pets: quatro lugares para comer e beber
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Rio com pets: quatro lugares para comer e beber

Cris Berger

23 de novembro de 2021 | 07h00

Na nossa recente temporada na capital carioca, tivemos a oportunidade de visitar excelentes casas gastronômicas para desfrutar de uma boa mesa na companhia dos pets, que cada vez mais fazem parte da vida dos seus tutores – ou “pais de pets”. Eu e a Ella (minha sócia pet no blog e Guia Pet Friendly) fazemos absolutamente tudo juntas, provando que é possível sim ter uma vida intensa e divertida lado a lado.  

Escama no Jardim Botânico

Vou abrir o roteiro com um restaurante que flechou meu coração e que, se estivesse na esquina da minha casa, eu iria sempre. Com vocês, o Escama, onde a cozinha é comandada pelo chef Ricardo Lapeyere. Ele fica no  bairro do Jardim Botânico, em um lindo casarão branco de dois andares e uma varanda deliciosa para sentar com os pets, que podem até ficar em cima do sofazinho (contanto que o vizinho não se incomode).

A especialidade do restaurante são os sabores do mar. Abrimos a noite com a entradinha chamada Primeira Onda, servida com pão de fermentação natural acompanhado de pastinhas à base de peixes e frutos do mar. Depois de muita dúvida, optamos pelo Strudel de Pirarucu como prato principal, que estava divino. A carta de vinhos é igualmente surpreendente.

A Ella ficou ao meu lado espiando o vai e vem de cães passeando pela calçada e fez amizade com alguns. Foi uma noite inesquecível pelo ótimo atendimento, comida sublime, cenário aconchegante e por toda a equipe ter recebido tão bem minha cachorrinha. Há mesas na parte interna no caso de chuva, mas a varanda tem seu valor. O espaço entre as mesas não é imenso, não é o mais indicado para cães grandes, pois eles ficarão apertados. 

Ella no Escama

Boteco Boa Praça em Ipanema

Apesar do cardápio apresentar algumas opções interessantes de prato principal, o forte do Boteco Boa Praça são os petiscos e o clima de descontração. Ele é barulhento, tem música ao vivo e trânsito constante de garçons e clientes. Sendo assim, seu pet deve estar acostumado a locais cheios com som alto. Uma vez que ele esteja habituado, prepare-se para pedidos de fotos e afagos. A Ella virou atração, eles realmente adoram cachorros, é um amor.

A praia de Ipanema está do outro lado da Avenida Atlântica e para nós, que somos turistas, já é uma emoção. Imagine curtir um boteco carioca, praticamente à beira-mar, tomando um chope com seu pet no programa? Ah! Essa é a vida que eu sempre quis. Em tempo: os drinks com gin são ótimos e o robalo foi a vedete da noite, seguido dos bolinhos de bacalhau e ceviche de peixe branco. 

Ella no Boteco Boa Praça

Quiosque da Célia na Barra

Os quiosques na orla do Rio de Janeiro são estabelecimentos de respeito, afinal, eles são pé na areia, é como sentar no camarote e ficar olhando o mar que toma conta de todo o horizonte e acalma a alma. Lembrando que os cachorros são permitidos nas praias do Rio de Janeiro pela lei 980/2019, ou seja, chegue de cabeça erguida.

Apenas cuide se a temperatura da areia não esteja demasiadamente quente, pois pode queimar as patinhas do seu pet – leve água para hidratá-lo constantemente e aproveite muito. Muito mesmo. Na Barra da Tijuca, o Quiosque da Célia, que fica no posto 2, tem mesinhas com cadeiras embaixo da sombra das árvores, cardápio com porções e sucos e um diferencial que você vai gostar: possui um cachorródromo cercado com grama sintética e alguns aparelhos de agility. Este espaço para os pets brincarem e socializarem chama Play Pet e funciona todos os dias, das 8 às 14h e das 16 às 22h. 

Ella testando o Pet Play do quiosque da Célia

Seu Vidal na Barra

Também visitamos na Barra da Tijuca o bar do Seu Vidal. A Avenida do Pepê é o que o separa da orla, portanto, vá para curtir uma roda de samba de primeira, comer um dos sanduíches da casa – que são os destaques do cardápio – e tomar um drink. Depois, basta atravessar a avenida e dar um mergulho no mar. Ou o contrário: aproveite a praia e feche o dia no barzinho com mesas e cadeiras na calçada, onde os pets são aceitos e recebidos com um pote de água.

Ella no Seu Vidal

 

Tudo o que sabemos sobre:

rio de janeiroanimal de estimação

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.