Restaurantes para ir com pets, mesmo com chuva
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Restaurantes para ir com pets, mesmo com chuva

Cris Berger

24 de janeiro de 2022 | 03h00

Eu adoro sentar nas mesas da calçada e da varanda para sentir o sol na pele e olhar as estrelas. Vejo como a Ella (minha sócia pet no blog e Guia Pet Friendly) também adora. Porém sei que muitos programas complicam quando o tempo não joga a favor. Os meses de verão em São Paulo costumam ter temporais consideráveis, em que um simples ombrelone ou toldo não são suficientes para nos manter secos. Portanto, reuni três locais na capital paulista para ir sem ter que olhar a previsão do tempo e nem correr o risco de seu almoço ou jantar naufragarem. 

 

Ella no jardim coberto do Jacarandá. Foto: Cris BergerVila Jacarandá e seu jardim mágico

No Vila Jacarandá, em Pinheiros,  a gente até torce para que chova porque escutar o barulhinho da água caindo em cima do teto de vidro é revigorante. Todo o jardim foi coberto, portanto, você pode ir em paz. A combinação da luz natural com o verde das plantas e a decoração rústica é arrebatadora. Tudo é lindo: louça, apresentação dos pratos e cenário. Os pets ficam ao nosso lado, no pé da mesa e o almoço pode esticar noite adentro. Há um bom espaço entre as mesas. Indicado para todo porte de pet. Para comer, indico o camarão grelhado (R$ 96).

Camarão grelhado na brasa com lâminas de alho e pimenta dedo de moça. Foto: Cris Berger

Cozinha dos Ferrari: de comer de joelhos

Quando uma amiga perguntou o que pedir na Cozinha dos Ferrari, eu disse: não jante, esqueça a dieta e o que tiver certamente será bom. O cardápio muda dia a dia. Eu provei a burrata com o pão  artesanal (R$ 60) e dei nota máxima. O arancini (R$ 28) é igualmente fabuloso. O ambiente é simples e a decoração foi  improvisada com objetos antigos de família.

Burrata com foccacia. Foto: Cris Berger

Você pode sentar na parte interna com o seu pet. O espaço não chega a ser apertado, mas está longe de ser grande. Portanto, os pets de porte pequeno e médio como a Ella ficarão melhor acomodados.

Ella no salão interno do Família Ferrari. Foto: Cris Berger

The Taco Shop, o mexicano que surpreende

A gastronomia mexicana nunca foi a minha predileta. Isso até eu conhecer o The Taco Shop, no Itaim. Depois que eu provei o burrito de camarão com molho clássico da casa que leva guacamole, queijo, molho especial e salsa fresca (R$52,70), fiquei fã. E, claro, os tortilla chips, com sour cream, guacamole e salsa (R$ 22,70) é a entradinha certa. O ambiente é descontraído. Não remete ao México e, sim, ao sul da Califórnia.

Ella no seu colchonete e a entradinha de Nacho com molhinhos. Foto: Cris Berger

A varanda é coberta, com cortinas de plástico laterais, e recebe de bom grado os nossos pets. Há um espaço entre uma mesa e outra. Bom para ir com cachorros de qualquer porte.

Ella na varanda do The Taco Shop. Foto: Cris Berger

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.