Pulgas, carrapatos e outros parasitas: como combater esses inimigos ocultos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Pulgas, carrapatos e outros parasitas: como combater esses inimigos ocultos

Cris Berger

05 de julho de 2021 | 03h00

Imagine aquela cena de filme: você e seu cachorro caminhando na praia lado a lado, correndo no campo ou brincando em uma praça cheia de amigos. Bom, né? Mas justamente os lugares que a gente mais gosta de ir estão cheios de inimigos ocultos. Não vemos, mas os parasitas estão lá. E o pior: podem transmitir doenças.

Brincadeiras na grama podem trazer carrapatos, mas há formas de prevenir. Foto Cris Berger/Guia Pet Friendly

A pulga é o parasita mais popular. Depois que deixa o casulo, precisa de uma casa para morar, ou seja, de um hospedeiro. Adivinha quem ela escolhe? Nosso cachorro. Ela provoca coceira e grande incômodo para os pets.

O carrapato é o segundo “superstar” dos parasitas. Ou melhor, é um supervilão, pois transmite a terrível doença do carrapato, que se não for identificada logo, leva a óbito. Semelhante a pulga, faz do nosso cachorro sua casa própria com serviço de quarto, pois se alimenta do sangue dos pets.

Também existe a sarna do ouvido, que provoca otite e faz o cachorro coçar a orelhinha e mexer a cabeça porque coça e dói. Ela pode ser transmitida entre os animais e pelo chão.

Pedi dicas para o médico veterinário Renato Costa, da Animália Clínica Veterinária do Rio de Janeiro, sobre as melhores soluções para esses problemas. “Combater e prevenir pulgas, carrapatos e sarnas (ectoparasitas) ficou muito simples com o advento das isoxazolinas, uma classe de moléculas administradas via oral que são tão eficientes quanto seguras para os animais. A cada 30 dias escolha entre Nexgard, Simparic ou Credeli. E a cada 90 dias, Bravecto.”

Bem que eu queria parar por aqui, mas preciso falar dos vermes. Não é para ficar assustado e proibir seu cachorro de ser cachorro, ok? Mas os vermes são contraídos pelo cheirar. Um solo contaminado pelas fezes de um animal com vermes é território minado.

“Os vermífugos livram os pets dos vermes intestinais (endoparasitas). A tradicional associação de praziquantel, pamoato de pirantel e febantel traz excelentes resultados. O Drontal Plus é um produto indicado. Assim como a milbemicina, com o Milbemax”, ensina.

Por fim uma boa notícia: “Recentemente, a associação de uma isoxazolina com a milbemicina disponibilizou em um único produto, o Nexgard Spectra, o combate a todos os endo e ectoparasitas”, conta. Em português: acaba com os inimigos ocultos com apenas um tablete.

É JORNALISTA, FOTÓGRAFA E AUTORA DO GUIA PET FRIENDLY

Tudo o que sabemos sobre:

animal de estimaçãocachorrosaúde

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.