Planos de saúde para pet: vale a pena?
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Planos de saúde para pet: vale a pena?

Cris Berger

30 de agosto de 2021 | 03h00

O que você faria pela saúde de seu pet? Eu gastaria até o último centavo pela Ella (minha sócia pet na coluna). Anos atrás, contratei um plano de saúde para não viver a situação de faltar dinheiro em uma emergência, pois quando tratam-se de consultas, exames e internação, o valor pode chegar a quantias bem expressivas. Infelizmente, minha experiência foi péssima.

Ella em consulta: confira a rede credenciada antes de optar por um plano para pets. Foto Cris Berger/Guia Pet Friendly

Lembro de quando ela teve pneumonia e precisei fazer mais de um raio X, além de consultar com um especialista, e não fui atendida. O plano não nos amparou, tivemos exames negados e uma rede credenciada limitada. Ou seja, no momento que precisei, ainda tive que lidar com a burocracia do plano. Penso que o modelo ideal é por reembolso, permitindo assim escolher os profissionais que confiamos. Minha estratégia agora é guardar dinheiro para os “dias de chuva” e anos de velhice.

Mas há quem tenha boas experiências. A engenheira química Manoela Veadrigo Boschetti conta que fez uma ampla pesquisa antes de contratar o plano para sua cachorra Panqueca. “Fizemos a castração dela com 7 meses e nos custou R$ 200 pelo plano. Se fizéssemos pelo particular, daria mais de R$ 1.000. Também usamos para tratar uma hérnia no umbigo dela. Além de usar para as vacinas anuais, que tiveram o valor de R$ 15 cada contra R$ 200 sem o plano”, lembra. Segundo ela, a rede credenciada em Caxias do Sul (RS), onde vive, não é grande, mas atende às suas expectativas.

Os sites dos planos de saúde são atraentes e os atendentes prometem tudo, mas como é a vida real? Pesquise se ele cobre clínicas e hospitais de boa reputação (visite alguns, se possível). Dê preferência a um que tenha convênio com o veterinário do seu pet. Cheque se há limitação na quantidade de consultas, exames e tempo de internação. Além disso, prepare-se para uma carência que pode chegar a 180 dias.

A mensalidade começa em R$ 100 nos planos básicos, que cobrem vacinas, consultas e exames simples, até R$300 incluindo especialistas. Também vale fazer uma conta: se nada acontecer de anormal, quanto seu pet gastaria no veterinário por ano? Coloque na lista vacinas e check-up anual, depois compare com o valor que você pagaria no plano. Não esqueça de analisar a rede credenciada. Assim, dá para tomar a decisão que vai melhor atender a você e a seu pet.

É JORNALISTA, FOTÓGRAFA E AUTORA DO GUIA PET FRIENDLY

Tudo o que sabemos sobre:

animal de estimação

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.